Casos de coronavírus dobram em junho em pelo menos 10 Estados dos EUA

Arizona registrou o maior salto nos casos no mês, com uma disparada de 294%.

Na semana passada, 21 Estados relataram aumento no índice de pessoas com teste positivo para o vírus acima do patamar de 5% que OMS sinalizou como preocupante.

Médicos tratam paciente com Covid-19 no United Memorial Medican Center, em Houston, Texas, na segunda-feira (29) Reuters/Callaghan O'Hare Os casos de coronavírus mais que dobraram em junho em pelo menos 10 Estados dos Estados Unidos, incluindo Flórida e Texas, mostrou uma análise da Reuters na terça-feira (30). O Arizona registrou o maior salto nos casos no mês, com uma disparada de 294%, seguido por Carolina do Sul e Arkansas.

Os casos também mais que dobraram no Alabama, Nevada, Carolina do Norte, Oklahoma e Utah. Nacionalmente, os casos nos Estados Unidos aumentaram pelo menos 43% e as mortes aumentaram 20%, de acordo com o levantamento.

Vários Estados ainda não atualizaram seus casos nesta terça-feira.

(Veja gráfico interativo em inglês) Embora grande parte do mundo pareça ter se livrado do pior momento da pandemia, os Estados Unidos e alguns outros países, como o Brasil, ainda estão registrando números diários enormes de casos e óbitos por Covid-19. Pessoas se aglomeram em botes no Salt River, em Arizona, nos EUA, no sábado (27) Reuters/Cheney Orr Nos seis meses decorridos desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou pela primeira vez sobre um conjunto de casos misteriosos de pneumonia em Wuhan, na China, mais de 500 mil pessoas morreram devido ao coronavírus no mundo, incluindo mais de 126 mil norte-americanos. Uma forte resposta nacional, quarentenas rigorosas e o uso obrigatório de máscaras em público ajudaram a controlar a pandemia em grande parte da Ásia e da Europa.

Nos Estados Unidos, o uso de máscaras se tornou uma questão política divisória, e muitos Estados começaram a reabrir negócios sem ter atingido os critérios de saúde recomendados para fazê-lo com segurança. Na semana passada, 21 Estados dos EUA relataram aumento no índices de pessoas com teste positivo para o vírus acima do patamar de 5% que a OMS sinalizou como preocupante.

O Arizona teve a taxa mais alta do país, com 24%.

(Veja gráfico interativo em inglês) Os casos aumentaram menos de 10% em junho em apenas quatro Estados: Nova York, Massachusetts, Connecticut e Nova Jersey. Nova York, outrora o epicentro da epidemia nos EUA, viu os casos subirem cerca de 6% em junho - a taxa mais baixa do país - depois que medidas rígidas de quarentena e distanciamento social foram implementadas para ajudar a controlar a doença. Initial plugin text
Categoria:Mundo